A manhã desta terça-feira (10) começou com uma ação do Ministério Público do Pará (MPPA) que está recolhendo documentos e computadores da prefeitura de Tucuruí. Cerca de 30 pessoas, entre policiais e promotores de justiça, trabalham nesta operação para dar cumprimento de mandados de busca e apreensão. As primeiras informações obtidas pela reportagem do Correio de Carajás dão conta de que um dos alvos da força tarefa é o setor de licitações.
Homens do GAECO (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado) participam da operação, que também cumpre mandados de busca e apreensão na Secretaria Municipal de Saúde de Tucuruí. A suspeita é de que houve fraude em processos licitatórios realizados com três empresas da área de saúde.Ainda conforme a reportagem do Correio de Carajás conseguiu apurar, a secretária de saúde, Katiane Sarraf Marques, deve ser encaminhada para prestar depoimento.
Posicionamento
A equipe de reportagem entrou em contato por telefone com a assessoria de comunicação da prefeitura, que informou que a equipe acompanha a operação, porém ainda aguarda informações do MP sobre o escopo da operação para poder emitir um comunicado oficial.
O caso está sendo acompanhado por nossa equipe de reportagem, e a qualquer momento deve atualizar as informações.
Reportagem: Fabiane Barbosa e Zeus Bandeira – Correio de Carajás – Fotos: Reprodução