Governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, discursava durante evento em Aracaju – foto: Wikipedia/Divulgação

Um empresário se matou com um tiro na cabeça na frente do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, e do Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. O suicídio ocorreu durante a abertura de um seminário sobre o mercado de gás que aconteceria em Aracaju a partir desta quinta-feira. As informações foram publicadas inicialmente pelo jornal O Estado de São Paulo.
De acordo com testemunhas, o empresário do setor de cerâmica Sadir Gitz se levantou durante a fala do governador do estado na abertura do evento e gritou: ‘Belivaldo, você é mentiroso‘. Após a exaltação, fez um disparo com arma de fogo contra si. O ‘Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural em Sergipe‘ foi encerrado imediatamente.

Fontes do governo estadual contaram que o empresário era dono de uma fábrica de cerâmica que havia entrado em hibernação por causa do alto preço do gás e que teria pedido falência da empresa.
Atualmente, a indústria de cerâmica Escurial está em recuperação judicial.
Em um perfil nas redes sociais, o governo do Estado de Sergipe lamentou o ocorrido e informou que o evento estava cancelado. Leia a íntegra da nota pública oficial publicada no Twitter.
O Governo do Estado de Sergipe lamenta o ocorrido com o empresário Sadi Gitz, da cerâmica Escurial, que cometeu suicídio durante o evento. Por conta do ocorrido, o Simpósio de Oportunidades para o novo cenário do gás natural em Sergipe está cancelado.

Fonte Diário de Pernambuco

Comentários do Facebook