A Operação Midas II, desencadeada em Marabá e Parauapebas na manhã de hoje, quarta-feira (17), resultou na prisão de cinco pessoas até o meio da manhã, conforme informado pelo delegado Vinícius Cardoso das Neves, diretor da 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, em entrevista coletiva concedida há pouco.
Em todos os casos as prisões se deram em decorrência de mandado judicial de prisão preventiva. Além dos cinco adultos, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão contra adolescentes.
De acordo com o delegado, a Operação PC-27 Midas foi deflagrada pela Polícia Civil em todo Brasil, numa referência a todas as Polícias Civis dos 27 estados da federação. Midas é uma referência a um personagem da mitologia grega extremamente ganancioso e ambicioso. Tudo que ele tocava se transformava em ouro e essa ambição acabou lhe prejudicando.
No caso da operação no sudeste paraense, a intenção é inibir crimes contra o patrimônio, sobretudo latrocínio, roubo e furto. Todos os alvos de prisões e apreensões tinham envolvimento em crimes contra o patrimônio. Em Parauapebas foram cumpridos dois mandados e o restante em Marabá.
Reportagem: Luciana Marschall e Ulisses Pompeu – Correio de Carajás – Fotos: divulgacāo

Comentários do Facebook