Quatro pessoas foram presas na madrugada desta quinta-feira (8), durante a operação White Card, deflagrada pela Polícia Civil, no município de Marabá. Segundo as investigações da Diretoria Estadual de Combate a Crimes Cibernéticos (DECCC), os detidos teriam relação com ataques de “crackers” que simulavam páginas da rede interna e sistema de informática do Banco do Brasil, utilizando engenharia social para falsificação de cartões de credito em branco.
Durante esse processo, os criminosos conseguiam os dados e senhas dos cartões de crédito dos usuários da instituição para obter vantagem ilícita. “Foram identificados alguns indivíduos que atuaram ou participam na perpetração dessa prática criminosa. E, tendo em vista, a natureza da ação delituosa desenvolvida no ambiente virtual com atribuição desta Divisão Especializada na repressão a infrações penais desse segmento, foram deferidas judicialmente medidas cautelares a serem cumpridas no município de Marabá“, detalhou o delegado Breno Ruffeil, titular da Divisão de Combate a Crimes Econômicos e Patrimoniais Cometidos por Meios Cibernéticos.
A ação realizada de forma simultânea contou com a participação de policiais civis do Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e Núcleo de Apoio à Inteligência (NAI/Marabá). Além das quatro prisões preventivas, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, com a apreensão de uma arma de fogo, um notebook, seis smartphones, chips de operadora de telefonia e quantia em dinheiro.
Os presos e o material apreendido foram encaminhados para a Seccional de Marabá.
Agência Pará