Foto: divulgacāo

A Polícia Civil do Pará cumpriu ontem, domingo (25), mandado de prisão preventiva em nome de Paulo Rodrigues Sena, conhecido como “Neguinho”. O acusado é apontado como autor da tragédia ocorrida no dia 11 de fevereiro de 2018. Paulo assassinou com uma faca sua esposa e o filho dela, um bebê de apenas 4 meses. O crime ocorreu em uma ilha do Lago da usina Hidrelétrica de Tucuruí e chocou a sociedade.
Segundo a delegada Rosinara Abreu, na época, uma força-tarefa da Polícia civil foi instituída para prender o acusado, porém não foram obtidos sucesso nas diligências, pois tamanhas eram as possibilidades de fuga do assassino e a demora para se ter conhecimento do crime. Na época do crime, a Polícia Civil de Tucuruí iniciou as investigações qualificando o assassino, que permaneceu escondido e foragido, explica.
Durante depoimento, Paulo Rodrigues de Sena confessou o crime de roubo de produtos e foi interrogado pelo duplo homicídio praticado em 2018. O assassino continuará preso à disposição da Justiça de Tucuruí, onde está sendo processado pelos seus crimes.
A ação foi realizada pela Polícia civil, sob comando da delegada Rosinara Abreu, composto pelo investigador Caldeira, em parceria com o Sargento Veridiano e contou com o apoio dos policiais civis e militares de Novo Repartimento, policiais civis do Breu Branco e de Tucuruí.
Fonte: Ascom/Polícia Civil

Comentários do Facebook