Francisco está recolhido à disposição da Justiça. – Divulgaçāo Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta segunda-feira (23), Francisco Borges da Silva, acusado de estupro de vulnerável, em Capanema, nordeste paraense. A prisão foi realizada por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (DEACA) da região.
Segundo a delegada Nathalia Rangel, titular da DEACA de Capenema, por volta de 13 horas, a madrasta da vítima, uma menor de 9 anos, esteve na Delegacia, para comunicar que a enteada havia sido abusada sexualmente por Francisco Borges da Silva, durante a manhã do mesmo dia.
À madrasta, a criança relatou genericamente o que havia acontecido. Após ouvir o relato da filha, o pai da menor foi até a casa do suspeito e chegou a agredi-lo fisicamente. Por causa das agressões, Francisco foi socorrido em uma ambulância até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) na sede de Capanema. A investigadora Brenda Serra, da DEAM local, foi até a UPA, acompanhada dos investigadores Otávio Lemos e Igor Roberto, para aguardar o final do atendimento médico de Francisco.
Após ele receber alta médica, os investigadores o conduziram até a DEACA para as devidas providências. A delegada Nathalia Rangel acionou os órgãos da rede de proteção para que a menor fosse devidamente ouvida dentro do inquérito. “A criança contou em detalhes a ocorrência do estupro e afirmou que o crime teve como autor Francisco Borges da Silva“, explica.
Segundo apurou a delegada, a vítima era abusada há aproximadamente um ano por Francisco, todas as segundas-feiras, quando ele tinha dinheiro. “Ele oferecia à vítima dinheiro para que ela entrasse na casa dele. Além disso, foram pegos depoimentos de testemunhas que viram a criança na casa do acusado hoje (nesta segunda-feira) e em outros dias“, salienta. Francisco está recolhido à disposição da Justiça.
Fonte: DOL com informação da Polícia Civil

Comentários do Facebook