Na tarde deste domingo (24), a ASCOM – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas, se manifestou sobre o caso, através da nota enviada abaixo: A Prefeitura de Parauapebas vem a público externar o mais profundo pesar pelo falecimento do jovem Walison Leite da Silva, de 14 anos, na manhã deste domingo (24).
Após ser baleado, o garoto foi levado por uma equipe do SAMU ao Hospital Geral de Parauapebas (HGP), apresentando estado de saúde bastante delicado. Ele recebeu todo atendimento necessário, e mesmo assim, devido à gravidade do quadro clínico, o jovem não resistiu e veio a óbito na manhã de hoje. O corpo foi encaminhado ao IML e liberado para a família ainda pela manhã.
O garoto foi atingido por um tiro disparado pelo guarda municipal Genialdo Araújo Teixeira, que não estava trabalhando no momento do ocorrido. O servidor foi preso pela Polícia Civil. A Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi) deixa claro que a Prefeitura de Parauapebas não deu autorização para porte de arma de fogo aos Guardas Municipais, no horário de serviço ou fora dele. A Guarda Municipal de Parauapebas não possui arma letal, portanto a arma usada pelo servidor não é de propriedade da corporação.
A Corregedoria da Guarda Municipal de Parauapebas informou que está tomando todos os procedimentos cabíveis e que o servidor responderá um processo administrativo e que, se for confirmada a responsabilidade pela morte do adolescente, deverá ser expulso do quadro de servidores da prefeitura.

Comentários do Facebook