Nesta quarta-feira (27), a Operação Dionísio, realizada pela Polícia Civil do Pará, resultou na prisão de 10 pessoas no interior do Estado, nos municípios de Altamira (oeste paraense), com cinco presos; Redenção (no sudeste), três presos; Óbidos (no oeste), um preso, e Santo Antônio do Tauá (no nordeste), também com um preso. Eles respondem pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de armas de fogo, homicídio e estupro.
Desde a última sexta-feira (22), os policiais mobilizados na operação fizeram 51 prisões. Coordenada pela Diretoria de Polícia do Interior, a Operação Dionísio visa atuar na prevenção e combate a crimes, principalmente o tráfico de drogas, no período que antecede aos eventos carnavalescos nas cidades que atraem grande número de foliões no Pará.
Em Altamira, a operação foi iniciada por volta das 06 h, quando 21 policias civis da Regional do Xingu abordaram pontos de venda de drogas e locais onde estariam escondidos envolvidos em outros crimes. Foram presos na cidade Efeson Nascimento Godelho, Hiago Melo dos Santos, Adevaldo Rodrigues da Silva, Edjania Rodrigues da Silva e Débora Queiroz da Silva. Entre os presos, disse o delegado Walison Damasceno, titular da Polícia Civil em Altamira, está Efeson Nascimento Godelho, conhecido como “Boy”, acusado de integrar uma facção criminosa e de homicídio.
Com Efeson Godelho foi apreendida uma arma de fogo. “Investigações realizadas por policiais civis da Delegacia de Homicídios de Altamira mostram que há fortes indícios de que a arma apreendida tenha sido utilizada em assassinatos. Ela (a arma) será encaminhada para perícia de comparação balística“, informou Walison Damasceno.
Também foram apreendidos, nos endereços abordados, 63 munições intactas de calibres ponto 38 e ponto 32; 30 gramas de maconha; aproximadamente um grama de crack; dois revólveres calibres 38 e 32; um carro Fiat Palio com sinal identificador adulterado, além de diversos celulares. Os presos vão responder por tráfico de drogas, posse irregular de munições, posse irregular de arma de fogo, posse de drogas para consumo, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo.
Redenção – Policiais civis da Delegacia de Conflitos Agrários de Redenção (Deca) prenderam três pessoas nesta quarta-feira (27), durante a Operação Dionísio no município. Sob a coordenação do delegado Antônio Mororó Júnior, titular da Deca em Redenção, a operação contou com o apoio de equipes policiais de unidades da Polícia Civil da região.
Foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e seis de busca e apreensão domiciliar. Entre os presos, Dalmi Viana Pereira foi flagrado com uma espingarda calibre 12 de repetição (seis tiros), 26 munições calibre 12 intactas, duas espingardas (uma de calibre 28 e outra de fabricação caseira), uma pistola Bereta calibre 22 com carregador e 16 munições calibre 22.
Outro preso é Adilson Moura da Rocha, flagrado com uma espingarda calibre 28 e munições. Foi preso ainda Divino Martins Sousa, em cumprimento a mandado de prisão temporária de 30 dias, acusado de assassinar Joacyr Fran Alves da Mota, na Fazenda Santa Lúcia, no município de Pau D’Arco.
Os três presos são suspeitos de cometer inúmeros crimes, como associação criminosa com uso de arma de fogo, estelionato, constrangimento ilegal com uso de arma de fogo, posse irregular e ilegal de arma de fogo, disparo de arma de fogo, usurpação da função pública, comunicação falsa de crime e ameaça.
Óbidos – Cumprindo mandado de prisão preventiva, policiais civis prenderam durante a operação, na Comunidade São Raimundo, zona rural de Óbidos, Fernanda da Silva Nogueira, acusada de tráfico de drogas e associação para o tráfico, que estava foragida. Na última sexta-feira, quando a Polícia Civil deflagrou a operação no município, nove pessoas foram presas em cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão temporária e dois mandados de prisão preventiva. Duas prisões foram em flagrante.
Fernanda Nogueira foi localizada nesta quarta-feira e presa. Ela estava escondida em uma casa situada na zona ribeirinha. “Nos deslocamos de lancha pelo Rio Amazonas até a comunidade, para darmos cumprimento ao mandado“, disse o delegado Felipe Moura. Com a prisão de Fernanda Nogueira, até o momento 10 pessoas foram presas em Óbidos.
Santo Antônio do TauáMiguel Ferreira Lima, indiciado por crime de estupro qualificado, foi preso em Santo Antônio do Tauá, no Estádio Tauá, localizado no bairro Barro Branco, na sede municipal.
Segundo o delegado Jefferson Ribeiro, o preso está com mandado de prisão preventiva resultante de solicitação da autoridade policial, para apurar crime de estupro qualificado.
Reportagem: Walrimar Santos – Agência Pará

Comentários do Facebook