Foto: Reprodução

A Corregedoria-Geral da Polícia Civil autuou em flagrante, por desacato, desobediência, ameaça e resistência à prisão, na madrugada deste domingo (27), os policiais militares identificados como soldados Pedro Henrique e Paranhos.
Os agentes foram recolhidos no Centro de Recuperação Coronel Anastácio das Neves, situado no Complexo de Santa Izabel do Pará, à disposição da Justiça.
A autuação foi decorrente de uma operação policial denominada Adsumus, deflagrada na madrugada do domingo (27), na área da Praça da Bíblia, que fica na Cidade Nova, em Ananindeua.
Realizada de forma conjunta por policiais civis e militares, a operação foi deflagrada para combater crimes na área, em especial a poluição sonora.
No momento da ação policial, por volta de 01h15, os soldados Pedro Henrique e Paranhos – que estavam de folga – foram comunicados por integrantes da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema) da Polícia Civil que estavam incorrendo no crime de poluição sonora, devido ao volume do som que provinha do carro de um dos militares, estacionado em frente a um bar do logradouro.

Após confusão, os dois soldados foram contidos por agentes das polícias Civil e Militar, e foram presos (Reprodução)

CONFUSĀO E DESACATO
Naquele momento, os soldados Pedro Henrique e Paranhos decidiram desobedecer a ordem e passaram a desacatar a equipe da Dema, comandada pelo delegado Waldir Freire, que acionou a guarnição do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) da Polícia Militar, também presente na operação.
Logo em seguida, um tenente do 6º Batalhão da Polícia Militar foi acionado para intervir na situação e solicitou aos dois servidores as suas identidades, uma vez que ambos se identificaram como policiais militares.
Entretanto, os dois se recusaram a apresentar os documentos aos agentes e passaram a desacatá-los. Foi então que a guarnição militar exigiu que entregassem suas armas.
Nesse momento, o soldado Paulo Henrique sacou a pistola e apontou em direção ao oficial da Polícia Militar, enquanto o colega à paisana fez o mesmo em direção aos demais policiais que estavam em volta.


Para tentar contornar a situação, policiais civis fizeram disparos para o alto. Só então os dois soldados foram contidos e algemados.
A Corregedoria da Polícia Militar foi acionada com orientação de conduzi-los à sede da unidade, que fica na Delegacia Geral da Polícia Civil, em Belém.
Reportagem: ORM

Comentários do Facebook