Vídeo que circulou esta semana nas redes sociais amedrontou moradores de Parauapebas. (Foto: Reprodução)

O vídeo de um suposto estuprador que estaria atuando no município de Parauapebas, no sudeste paraense, viralizou nas redes sociais e está deixando moradores amedrontados.
Na mensagem que circula nas redes sociais afirma que o caso ocorreu no bairro Cidade Jardim e que o suspeito “bate nas casas pedindo água, verifica se há mais alguém na residência e depois ataca a vítima”.
Ainda segundo a mensagem, além da vítima do vídeo, outras mulheres teriam sido atacadas pelo suposto estuprador.
O vídeo registrado no dia 23 de novembro, depois das 13h, mostra um homem bebendo água servida por uma mulher em frente a uma residência. Minutos depois, a vítima entrega algo que parece dinheiro nas mãos do suspeito, que conta e guarda no bolso de trás da bermuda. Em seguida, ele ataca, empurrando a mulher para dentro da residência, momento em que os dois saem do foco da câmera de segurança. Veja o vídeo:
SEM REGISTRO DAS VÍTIMAS
Segundo a Polícia Civil, as ocorrências das supostas vítimas não chegaram “ao conhecimento da delegada titular de Parauapebas”.
Ao repórter Kelvis Raniere, da RBATV de Parauapebas, a delegada Yana Azevedo afirmou que não houve ocorrência ou denúncia das supostas vítimas sobre o caso no município.
SITES APONTAM QUE CASO FOI NO MARANHÃO
No entanto, alguns sites apontam que o caso foi registrado no bairro Jardim Valéria, em Bacabal, no Maranhão. Ainda segundo sites locais, o suspeito do assalto foi identificado como Vanderley Alves Arouche. Ele, inclusive, já teria sido preso em 2016, por Policiais Militares do 15º BPM de Bacabal.
Na época, Vanderley foi preso quando estava em sua residência, no Parque Manoel Lacerda, após ser acusado de tentar estuprar uma adolescente no Parque Santa Clara. Vanderley já tem várias passagens pela delegacia de Bacabal, mas estaria foragido, segundo a imprensa local.
Reportagem: DOL

Comentários do Facebook