Edvan e Rogélio foram presos em flagrante

Policiais civis da Deaca (Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente), do ParaPaz Santa Casa, prenderam em flagrante, nos últimos dias, duas pessoas por crimes contra crianças e adolescentes, em Belém. Um dos presos é Edivan da Silva Ribeiro, que foi autuado em flagrante por crime contra a dignidade sexual.
Ele é acusado de armazenar, em seu telefone celular, conteúdo com pornografia infantil, em que possuía diversos vídeos de crianças e adolescentes despidas e submetidas à violência sexual.
O outro preso é Rogélio Chaves Rodrigues, 36 anos, por estupro de uma menor de 12 anos. Os procedimentos foram lavrados pela delegada Silvia Mara Tavares, titular da Deaca da Santa Casa.
Segundo ela, durante procedimento, o acusado Edivan Ribeiro confessou que estava em 15 grupos de WhatsApp e cinco deles eram usados para compartilhar conteúdo pornográfico infantil. “O celular dele foi apreendido para a realização de perícia“, explica a delegada.

Material pornográfico infantil foi encontrado no celular de um dos presos.

No outro caso, Rogélio foi acusado por parte da direção da uma escola estadual de Ensino Fundamental, de abusar sexualmente uma menor de 12 anos. Segundo a denúncia, os crimes ocorriam desde que a vítima tinha nove anos.
Em escuta especializada, a menor relatou que suportou em silêncio os abusos sexuais, por três anos, por sentir medo da reação de sua mãe que não iria acreditar que o acusado, padrasto da vítima, cometia os crimes sexuais durante as ausências dela. O acusado em seu interrogatório confessou parcialmente as denúncias. O acusado foi preso, na escola em que estuda a vítima, no momento em que esperava a menor sair de sala de aula.
Fonte e foto: Polícia Civil

Comentários do Facebook