A Polícia Civil divulgou, nesta quarta-feira (25), os resultados de uma operação de combate a queimadas e outros crimes ambientais realizada por policiais civis da DECA (Delegacia de Conflitos Agrários), vinculada à DEMA (Divisão Especializada em Meio-Ambiente), em Breu Branco, no sudeste do Pará.
Os agentes se deslocaram até a rodovia PA 263, onde avistaram três caminhões carregados de madeira serrada. Os veículos estavam estacionados no pátio de um posto de combustível. Nessa ocasião, foi feita a abordagem dos condutores José Cicero Neto, Diogenes Melo Correa e Marcos Lima dos Santos.

Nenhum deles apresentou a guia de transporte e, de acordo com o depoimento dos condutores dos caminhões, estavam aguardando os documentos necessários para o transporte da carga que seria destinada ao município de Aguidabã, no Estado de Sergipe“, explica o delegado Alberone Lobato, da DECA/DEMA. De imediato, os caminhões foram conduzidos para a Delegacia de Breu Branco, onde foram lavrados procedimentos policiais com base no artigo 46 da Lei de Crimes Ambientais de número 9.605/98.
Cumpre ainda ressaltar que foi solicitado à Secretaria Municipal de Meio-Ambiente de Breu Branco a realização da cubagem da madeira e a especificação da essência.
Durante o procedimento, foi constatado um total de 75 metros cúbicos de madeira das espécies angelim vermelho e maçaranduba, cujo valor estimado, por metro cúbico, é de R$ 1.350, totalizando R$ 101.250.
Os caminhões estão apreendidos no pátio da Secretaria de Obras da Prefeitura de Breu-Branco, até ulterior deliberação“, ressalta o delegado.A operação atende as diretrizes operacionais do diretor de Polícia Especializada, delegado Sérvulo Cabral, e do diretor da DEMA, delegado Waldir Freire Cardoso, para atuar no combate a queimadas, desmatamento e transporte ilegal de madeira. A equipe policial da DEMA foi composta pelo delegado Alberone Lobato, escrivã Elaine, e investigadores Silvio Alex e Monteiro.
Fonte e fotos: Policia Civil

Comentários do Facebook