O professor Francisco de Assis foi morto a pauladas/ Foto: Divulgação

Mal terminou de desvendar o homicídio de um professor, o Departamento de Homicídios da Polícia Civil já está ás voltas para elucidar outro caso de professor assassinado em Marabá. A nova vítima é o professor Francisco de Assis Pereira, lotado no Projeto Mundiar, na escola do PA Maravilha, zona rural de Marabá, próximo à Vila Cruzeiro do Sul, a popular “Quatro Bocas”, no município de Itupiranga. Ele foi morto a pauladas na madrugada de sábado (11).
Para a Imprensa na manhã desta segunda-feira (13), o delegado Ivan Pinto da Silva disse que o professor foi morto por espancamento e as informações até o momento indicam que ele foi atacado em um local público e, embora estivesse escuro na hora do assassinato, muito possivelmente há testemunhas.
A Polícia Civil ainda não tem o nome do autor do crime, mas contamos com a colaboração dos populares que viram, para nos ajudar através do Disque Denúncia, onde o sigilo é garantido e não tem perigo de seu celular ser rastreado”, explica o delegado.
Por outro lado, a reportagem apurou que o professor estaria consumindo bebida alcoólica durante sexta-feira. De repente, iniciou-se um bate-boca entre as pessoas que bebiam com Francisco de Assis. Ele foi atingido por uma paulada na cabeça e conduzido, às pressas, para a vila Quatro Bocas, porém morreu antes de ser transferido para Itupiranga.
Professores e amigos do professor Francisco solicitam ajuda para encontrar a família dele. Sabe se que ele chegou, há pouco tempo na região, seria natural do estado do Piauí e teria um irmão, morador de Parauapebas.
Chagas Filho – Correio de Carajás

Comentários do Facebook