A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (28), a operação “All In”, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável por tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro, em capitais nos estados do Pará, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais. No Pará, a operação está em andamento no município de São Félix do Xingu, região sudeste do Pará.
A Polícia Federal informou ao DOL que uma equipe de Redenção está conduzindo as ações em São Félix do Xingu. Um agente da PF informou que não serão repassadas informações enquanto a operação estiver sendo executada, e que, até o fim do dia, o delegado responsável divulgará informações da ação.
Operação
Segundo a corporação, 150 policiais federais cumprem 50 mandados judiciais, sendo 18 de prisão cautelar e 25 de busca e apreensão, além de sete mandados de condução coercitiva em 14 cidades.Estão sendo cumpridos também o sequestro de seis aeronaves e cinco imóveis, incluindo um aeródromo; o bloqueio de 68 contas-correntes; e a apreensão de mais de 35 veículos adquiridos por meio de práticas criminosas.
“Até o presente momento, o patrimônio objeto das medidas constritivas ultrapassa R$ 7,5 milhões”, informou a PF, por meio de nota.
A droga, de acordo com a corporação, entrava no país em aeronaves e, posteriormente, era distribuída no Sudeste por via terrestre.A operação foi batizada de All In em razão de uma jogada típica do poker em que o jogador aposta todas as suas fichas em uma mão de cartas, “em alusão à forma impetuosa com que a organização criminosa desenvolve suas atividades, arriscando-se no transporte de grandes carregamentos de entorpecentes”, concluiu a PF.
Com informações da Agência Brasil e Polícia Civil