O motorista do veículo que causou o acidente que matou a cantora paraense Cleide Moraes foi preso no início da tarde desta segunda-feira (27), em Benevides, região metropolitana de Belém. De acordo com a Polícia, ele estava na delegacia do município, prestando depoimento sobre o caso. Ainda segundo a Polícia, depois dos “fortes indícios apresentados” no depoimento, o homem foi preso em flagrante.
De acordo com a Polícia, o homem foi apresentado por policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária (BRPv) no final da manhã desta segunda-feira (27), na Delegacia de Benevides para prestar depoimento. Na unidade, foi apresentado um TCA (Termo de Constatação de Alcoolemia), que afirma que o motorista estava embriagado no momento do acidente
O resultado do TCA confirmou a perícia inicial realizada pela Polícia. Logo após o acidente, os agentes registraram, por meio de fotos e vídeos, várias latas de cerveja no interior do carro que causou o acidente. conduzia.
De acordo com a Polícia, após lavratura do auto de prisão em flagrante, o condutor será encaminhado ao sistema prisional e estará a disposição da Justiça.

Carro envolvido em acidente que matou a cantora Cleide Moraes — Foto: Reprodução/ TV Liberal

O acidente
Cleide Moraes voltava de um show em Icoaraci, e estava a caminho de Mosqueiro quando teve seu veículo atingido por um carro de passeio. A cantora não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
O músico Miguel Marques, que estava no carro com Cleide, foi levado para o hospital metropolitano e recebeu alta pela manhã desta segunda (27).
O corpo de Cleide Moraes foi levado durante a madrugada para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por necropsia e foi liberado durante a manhã para familiares. O velório da cantora ocorre nesta tarde, no quadra da escola de samba Rancho Não Posso Me Amofiná, em Belém.
Fonte:G1