Foto: reproduçāo/RBA

Os sete detentos mortos em uma rebelião no Centro de Recuperação de Altamira, no sudoeste do Pará, após tentativa de fuga frustrada da unidade prisional nesta terça-feira (18), tiveram os nomes divulgados pelo Centro de Perícias Científicas Renato Chaves no início da noite.
Seis foram mortos por outros presos e um carbonizado pelo incêndio na unidade. Outros três ficaram feridos e foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento do município, segundo a Susipe (Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado).
Cerca de 120 detentos iniciaram o motim por volta de 01h30, depois que um grupo de 16 presos do bloco A tentou fugir pela janela de ventilação do presídio.
Os agentes prisionais de plantão flagraram a movimentação por meio das câmeras de segurança e acionaram a Polícia Militar, que impediu a fuga.
Os detentos então correram em direção ao bloco do semiaberto e queimaram a sala do gerador de energia e o galpão de alojamento.
Parte das celas e grades da unidade prisional, além da enfermaria e secretaria foram depredadas, segundo a Susipe. O motim terminou às 9h40, quando os presos se entregaram, após negociação.
Os detentos reivindicavam celeridade na análise dos processos penais pela Justiça.
A penitenciária em Altamira tem capacidade para 208 presos, mas abriga 374, de acordo com a Susipe.
Mortos no CRRA/Altamira em decorrência de rebelião
01 – FABIO FERREIRA NOGUEIRA
02 – NATALINO DE MOTA AZEVEDO
03 – JORGE MARCOS DE SOUZA RIBEIRO
04 – THAUAN LACERDA COSTA
05 – ELIELSON VIEIRA DE SOUZA
06 – JOSIEL DA CONCEIÇÃO SOUZA
07 – ANTONIO CARLOS R. DOS SANTOS.
Fonte: DOL

Comentários do Facebook