Maurício Matheus Bezerra dos Reis, mais conhecido como Matheuzinho, faleceu na noite desta sexta-feira (8), durante uma troca de tiros com uma guarnição da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) da Polícia Militar, em uma residência localizada na Rua Araguaia, no Bairro da Paz, em Parauapebas. O rapaz estava fazendo três reféns para não ser preso, sendo uma mulher e duas crianças.
A guarnição, comandada pelo cabo Dennis da PM, estava realizando patrulhamento, por volta das 18h40, no Bairro da Paz, quando avistou uma movimentação considerada estranha em uma barbearia, na Rua Araguaia. Ao estacionar em frente ao estabelecimento, Matheuzinho, que estava no local, saiu correndo pelos fundos da barbearia.Devido a fuga suspeita, os militares foram atrás dele, descobrindo que ele havia deixado cair três pacotes de papel plástico no chão, sendo um com quase seis gramas de maconha e os outros com cocaína, pesando aproximadamente 15 gramas.
O fugitivo saltou o muro do estabelecimento e foi parar em uma residência, fazendo a proprietária da casa e mais duas crianças como reféns em um quarto. Quando os agentes da PM chegaram à casa, escutaram os choros das crianças e a voz da mulher gritando por socorro.
Matheuzinho estava com uma arma de fogo caseira armada com munições calibre .38 que apontou para a guarnição e tentou disparar, porém, os militares foram mais rápidos e dispararam contra ele, que foi atingido. Não há informações sobre a quantidade de tiros que atingiram o criminoso.
Os militares tentaram acionar uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), porém, estava ocupada em outra situação. Sendo assim, eles socorreram Maurício, levando-o a uma casa de saúde, mas, ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.
A arma de fogo foi apresentada na Delegacia de Polícia Civil, onde identificaram que as munições estavam “picotadas”, o que indica que Matheus, de fato, tentou disparar contra a guarnição.
Reportagem: Zeus Bandeira – Com informações de Ronaldo Modesto – Correio de Carajás