Foto: Reprodução/Facebook

Um homem matou sua ex-namorada dentro de uma escola pública, onde ela trabalhava, e depois cometeu suicídio, na manhã desta quinta-feira (27), no município de Santana, a 17 km de Macapá, Amapá.
O motivo do assassinato foi o fim do relacionamento entre o criminoso, Jefferson Amorim, e a vítima. Ele não aceitava o término do namoro e pediu para conversar com a ex-namorada, a pedagoga Ediane Oliveira Gomes, de 29 anos, que estava trabalhando na hora, na Escola Estadual Alberto Santos Dumont, onde ocorreu o crime.
O homicídio seguido de suicídio aconteceu no horário de expediente, às 10 horas da manhã. A instituição estava cheia de funcionários, já que os alunos estão de férias.
De acordo com a PM, a pedagoga autorizou a entrada do ex-namorado na escola. Ao entrar na escola, Jefferson encontrou Ediane sozinha. Quando os funcionários perceberam o movimento hostil do suspeito, chamaram a polícia. Ao saber disso, o homem sacou o revólver calibre 38 e atirou duas vezes contra a vítima e depois contra si mesmo. A pedagoga morreu no local. As autoridades não tiveram nem tempo de negociar com o assassino.
A Polícia Militar desconfia que Jefferson tinha um plano mais macabro. Ele chegou à escola provavelmente em um mototáxi e deixou seu carro, um Celta branco, no centro de Santana. O veículo tinha um galão cheio de gasolina no seu interior.
Reportagem: Dol com informações de Seles Nafes

Comentários do Facebook