Policiais Civis da Seccional de Icoaraci conseguiram, na tarde desta quinta-feira (26), localizar e cumprir os Mandados de Prisões Preventivas dos principais envolvidos na operação “Quimera” para combater um esquema de fraudes relacionadas a crimes ambientais, em Dom Eliseu, nordeste do Pará.

Marco Antônio Siviero e Julio Tavares foram presos na operaçāo “Quimera” – Foto: Matheus

Marco Antônio Siviero e Julio Tavares serão encaminhados pra DEMA, onde serão ouvidos, assim como será dado cumprimento aos mandados de prisão e depois encaminhados ao sistema penal.

Os dois capturados também eram procurados por outros crimes como a formação de uma organização criminosa armada. A Polícia Civil ainda está a procura de Fabricio Sousa Silva, vulgo Zeca Urubu, integrante da quadrilha, e que recentemente havia sido preso por porte ilegal de arma, mas que encontra-se foragido da justiça.

É importante alertar a população para que colabore com as autoridades policiais e denuncie anonimamente o fugitivo Fabricio Sousa Silva (Zeca Urubu), ligando gratuitamente para 191.

Marco Antônio Siviero é o chefe de um grupo político que tenta desestabilizar o governo de Ayeso Gaston, que é seu irmão e maior desafeto. São fartas as gravações nas quais o grupo de Marco Antônio é flagrado tentando corromper vereadores. Nessas gravações é possível ver o vice-prefeito Pastor Elias e Julio do Nascimento Tavares tentando corromper o contador da prefeitura, prometendo “dividir o ouro“, em caso de sucesso ao derrubar o governo.

Pastor Elias foi preso na semana passada por fazer parte desta organização criminosa. Pastor Elias foi flagrado em vídeo pedindo 300 mil reais para Joaquim Nogueira Neto, que na época buscava sua reeleição como prefeito em Dom Eliseu. Em outra gravação, de áudio, já em 2017, Pastor Elias fala que recebeu um cheque de 50 mil reais de Marco Antônio Siviero, afirmando que ele era louco e capaz de tudo para conseguir o que quer.

Julio do Nascimento Tavares, também foi flagrado em áudio, revelando como ele faria para comprar os vereadores para votarem a favor das denúncias contra o governo. Julio disse que tinha experiência com isso, que colocaria 10 mil em “em cada ovo” como havia feito com o IBAMA.

Pastor Elias, Julio Tavares e Marco Antônio são hoje os maiores defensores da candidatura a deputado estadual de Joaquim Nogueira Neto, ex-prefeito de Dom Eliseu, que em 2017 foi foragido da justiça por ter sumido com milhares de documentos da Prefeitura de Dom Eliseu que supostamente revelariam algum tipo de prática ilícita. Joaquim responde hoje a cerca de 38 processos e está inelegível, mesmo assim segue em ritmo de campanha, com apoio dos presos acima citados.

Reportagem: Matheus Tv Cidade Dom Elizeu

Comentários do Facebook