Uma tragédia tomou conta das redes sociais na tarde do último sábado (5), quando vários veículos de comunicação e grupos de WhatsApp em Parauapebas, noticiaram um suposto sequestro de uma criança de três anos de idade.
De acordo com a mãe da criança, Jacilene dos Santos Batista, a família estava em um banho nas proximidades do “Zé de Areia”, por volta das 15h20, quando sentiram falta da criança.
Ainda de acordo com Jacilene, havia um casal próximo a eles, e em certo momento não viram mais a criança. A mãe chegou a gravar um áudio afirmando que o casal havia raptado a criança, pois o mesmo não foi mais visto no local.
“A gente tava num banho e a gente tava de olho nela na beirada da areia, inclusive tinha um casal que sumiu junto com a minha filha. Eu tenho certeza que eles raptaram a minha filha, não tem lógica dela afogar porque estávamos tudo lá ao redor.” disse a mãe da criança em um áudio que rapidamente espalhou nas redes sociais.
Amigos e familiares fizeram várias buscas nas proximidades, e na manhã deste domingo (6), após vários mergulhos, descobriram um redemoinho que possivelmente teria “sugado” a criança. Uma parte bem funda do rio e de difícil acesso.

O palco da tragédia que ceifou a vida da pequena Emanuelly

No momento em que o padrasto da criança entrava em contato com o Corpo de Bombeiros, o corpo boiou e levou ao desespero todos que estavam no local.