O casal Arlindo Setúbal dos Santos e Francisca Lucirene Nascimento, pioneiro de Parauapebas, foi assassinado a tiros na madrugada desta quarta-feira (12), na chácara de propriedade deles, no Povoado Vicinal Barra do Cedro à Vila Palmares II, em Parauapebas. O casal havia optado em ficar recluso na propriedade rural por conta da pandemia do novo coronavírus, mas acabou sendo morto.
A Polícia Militar foi acionada por Jonathan Kenzo do Nascimento Aoyagui, informando que os pais haviam sido executados. Ao chegarem à propriedade encontraram as vítimas, e preservaram o local do crime até a chegada da Policia Civil.Ainda não há informações dos autores e motivação do crime. Investigadores da Polícia Civil estão no local neste momento, em busca de pistas que levem à identificação dos bandidos.
A suspeita de amigos da família é que o casal tenha sido vítima de assalto, já que meses atrás foi extraído minério no local, o que poderia ter despertado a atenção dos responsáveis pelo crime.
As vítimas foram encontradas na manhã desta quarta-feira, 12, pelo caseiro da chácara. A equipe de reportagem seguirá apurando o caso. Arlindo trabalhou muitos anos no ramo de farmácia na Rua 14, em Parauapebas, comércio que agora estaria sendo gerenciado por um filho.
Fonte: Theíza Cristhine e Ronaldo Modesto – Correio de Carajás