Cadelinha Amora ficou muito ferida e cheia de escoriações. Já está sendo atendida e será posta para adoção assim que tiver alta. Foto: Au Family / Divulgação

Uma cachorrinha foi arrastada por uma moto, no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua. Vídeos com o flagrante do crime ambiental e contra a vida do animal começaram a circular nas redes sociais digitais. Imediatamente geraram revolta. A cadela foi resgatada com vida e está se recuperando no HC Centro Veterinário Dr. Paulo Maia. Ela não corre risco de morrer, mas está bastante machucada.
A cadela tem aproximadamente quatro meses. Foi batizada de “Amora“. Agora aguarda a alta para que comece a busca por uma família que queira adotá-la. E tratá-la de forma que a violência sofrida fique para trás.

Nos vídeos, um homem e uma criança numa arrastam a cadela, que está amarrada. Aparentemente, a corda é segurada pela criança, que a solta num determinado momento. Algo prejudicial para a formação da criança. E o adulto nada fez para evitar a agressão covarde e péssimo exemplo.
A Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), da Polícia Civil, tomou conhecimento da denúncia pelas redes sociais digitais. Raquel Viana, representante da ONG Au Family, que fez o resgate da cadela, ficou de registrar a ocorrência na tarde desta terça-feira (5). Os voluntários da ONG foram acionados também pelas redes sociais, com pedidos de socorro de um morador da área.
Quaisquer informações que possam ajudar a localizar o criminoso, podem ser repassadas ao Disque-Denúncia (181). Não é preciso se identificar, A ligação pode ser feita a partir de qualquer telefone.
Reportagem: O Liberal

Comentários do Facebook