Arielza era uma pessoa bem querida em Parauapebas – Foto: Via WhatsApp

Por volta das 13:00h desta terça-feira (23), o cabeleireiro Ari Ribeiro, mais conhecido como “Arielza”, foi encontrado morto no banheiro de sua residência, localizada na Avenida Santa Catarina no bairro Liberdade I.
Arielza, era cabelereiro e ativista do Movimento LGBT – Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, e bastante conhecido em Parauapebas. Várias fotos, mensagens e áudios de amigos foram postados em grupos de WhatsApp e rapidamente dezenas de populares foram ao local do acontecido para verem de perto e acreditarem na barbaridade feita com Arielza.
A polícia acredita que Arielza tenha sido morta ainda na noite da última segunda-feira (22), depois que uma vizinha que é dona do salão de beleza e residência da vítima, notou que a central de ar da residência estava ligada, coisa que nāo era comum quando Arielza nāo estava em casa. Ao entrar, a vizinha encontrou a vítima morta dentro de uma banheira com a cabeça submersa, e logo em seguida acionou a polícia.

Arielza foi encontrada dentro de uma banheira com a cabeça submersa – Foto: via WhatsApp

Arielza tinha várias perfurações no corpo, provavelmente feitos por uma faca ou uma tesoura. A polícia acredita também, que a vítima travou uma luta com o (a) assassino (a), ainda na sala da casa, onde havia várias marcas de sangue.
A Polícia Civil e uma equipe do IML – Instituto Médico Legal foi acionada para a remoção do corpo.
Breve atualizaremos as informações do ocorrido.

Comentários do Facebook