reproduçāo

Um idoso de 67 anos, que não teve a identidade revelada, foi condenado a 11 anos de prisão após ser acusado de estuprar e engravidar a própria neta, quando ela tinha apenas 12 anos. A prisão do homem foi realizada por uma equipe da Polícia Civil na manhã da última terça-feira (18). O caso foi registrado em Borba, no Amazonas.
A vítima dos abusos atualmente tem 22 anos, mas começou a ser violenta quando tinha apenas 10 anos. Os estupros foram descobertos quando a menina acabou engravidando do avô, com 12 anos de idade.
Assim que tomamos conhecimento do fato, iniciamos os procedimentos de diligências, a fim de averiguar o caso. Além das diligências indicarem a existência do delito, um teste de DNA constatou que o infrator era realmente o pai do filho da vítima, o que confirmou o cometimento dos estupros. Ainda naquele ano, o idoso se tornou foragido da Justiça. E nesta terça-feira, depois de recebermos informações, por meio de denúncia anônima, acerca do paradeiro dele, conseguimos efetuar a prisão do mesmo”, explicou a escrivã Carla Vieira.
Durante o depoimento, o homem afirmou à polícia que cometia os crimes porque estava “incorporado por entidades“. Ele foi condenado a 11 anos em regime fechado pelo crime de estupro de vulnerável.
Fonte: DOL com informações do CM7