Mais um acusado de assaltos leva a pior ao trocar tiros com a Polícia Militar em Parauapebas. O caso se registrou no final da tarde desta quarta-feira (2), na Rua Goiás, Bairro Liberdade. Tudo começou com o assalto a uma residência, que terminou com um assaltante morto, outro preso e quatro adolescentes infratores apreendidos.
O assaltante morto é Edmilson Cezar Kos Neto, o “Fon”, de 22 anos, enquanto o preso foi identificado como Wallyson Silva de Jesus, de 18 anos. Toda a ação policial começou lá pelas 14h e se encerrou por volta das 19h.

Wallyson foi preso pela polícia acusado de participar do roubo

Segundo o cabo J. Santos, do Grupamento Tático Operacional (GTO), sua guarnição estava de serviço, quando recebeu comunicado pelo Centro de Controle Operacional (CCO) de que vários elementos invadiram uma residência no Bairro Jardim América, onde roubaram um aparelho de TV, deram tiros no interior da casa e fugiram em um automóvel Gol pertencente aos donos da casa.
Inicialmente, a informação que chegou para o GTO era de que os bandidos estavam fugindo pela VS-10, mas quando a viatura do GTO e da fiscal de dia seguiram no encalço dos criminosos, para fazer o cerco, descobriram que a quadrilha tinha uma estratégia de fuga montada. Eles fugiram pela VS-10, mas pegaram um atalho na direção do City Park e de lá foram até o Bairro Liberdade, onde deixaram a TV numa casa, enquanto o piloto de fuga do bando foi esconder o carro no City Park.
Acontece que o fiscal de dia interceptou o veículo e abordou o elemento, que levou os policiais até a casa onde estava a TV, que era a casa do chefe da quadrilha, justamente o indivíduo Edmilson Cezar, o “Fon”, um velho conhecido da polícia pelos crimes de assalto e tráfico de drogas, além de ser um dos chefes do Comando Vermelho no Bairro Liberdade.
O cerco e o fim
Ainda de acordo com o cabo J. Santos, quando o suspeito avistou polícia subindo o morro, tentou fugir, mas ficou encurralado e, para não se entregaram, atirou na direção dos policiais, tentando furar o bloqueio, só que a PM revidou e acabou neutralizando o suspeito, enquanto os comparsas que estavam com ele foram abordados e presos.
O policial explica que “Fon” ainda estava vivo, de modo que os policiais acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Corpo de Bombeiros, mas as ambulâncias estavam em outras ocorrências, por isso os próprios policiais levaram o baleado na viatura. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.
O cabo se disse impressionado com a quadrilha que, além de ter um plano de fuga que quase deu certo, também tinha outros segredinhos, como a casa em que a TV estava, a qual é dotada de um cômodo secreto onde os criminosos guardavam os produtos roubos.
SAIBA MAIS
Além da TV e do Gol, os PMs apreenderam o revólver que estava com o assaltante morto e recuperaram também celulares em poder dos acusados e ainda uma motocicleta. Eles, inclusive, confessaram outros assaltos, como o roubo de R$ 21 mil de uma pessoa recentemente.
Chagas Filho com informações e fotos de Ronaldo Modesto – Correio de Carajás