O crime ocorreu ainda na sexta-feira (17), por volta das 21 horas. Breno Gabriel da Silva Afonso e Dilson Carlos Freitas Almeida estavam em uma residência, na Travessa da Torre, no Centro de Canaã, quando aconteceu a tragédia. Em depoimento à polícia, Breno disse que o amigo comprou uma arma de fogo e o convidou para lhe mostrar a pistola.
O Dilson tirou o pente da arma e a passou para mim. Só que eu não sabia que tinha uma bala engatilhada e acidentalmente houve o disparo acertando o peito dele. Entrei em desespero, peguei meu colega, coloquei em um carro e segui para o hospital municipal, mas ele não resistiu ao ferimento”, relatou. Questionado pela polícia sobre a arma, Breno da Silva informou que estava com medo e, no caminho, a jogou fora.
Breno foi preso em flagrante pela PM na casa da vítima, quando retornou a fim de pegar o celular do amigo para avisar a família. Ele foi levado para a Delegacia do município onde acabou autuado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. O acusado do crime continua preso e está à disposição da Justiça.
Dilson Carlos era do município de Tucuruí e estava em Canaã dos Carajás a trabalho. A morte do rapaz repercutiu nas redes sociais da família e dos amigos da vítima.
Fonte: Nyelsen Martins – TV Correi Canaã