Logo após a conquista do título de campeão da Copa Libertadores da América pelo Flamengo, na noite do último sábado (23), por volta das 22:00h, muitas pessoas que estavam comemorando em uma lanchonete na rua E, no bairro Cidade Nova, não imaginavam que uma tragédia estava prestes a acontecer.
Pai, mãe e um filho de apenas 14 anos de idade, estavam comemorando em família a conquista do seu time quando o Guarda Municipal Genialdo Araújo Teixeira, se envolveu em uma discussão e disparou dois tiros e um atingiu a cabeça do adolescente W.L.S. de 14 anos de idade.De acordo com informações colhidas no local, o GM Genialdo teria se aproximado de um casal e abraçado a mulher, o marido da mesma não gostando da atitude disse ao GM que era o esposo da mulher e não gostou da forma que o mesmo cumprimentou a mesma. Genialdo então, deu um murro no peito do homem e disse que a conheceu primeiro que ele, e logo em seguida questionou se o mesmo queria confusão, sacando uma arma e efetuou dois disparos, fugindo logo em seguida.
No momento do primeiro tiro, o adolescente que estava próximo gritou que era tiro, e foi abraçado pelos pais, logo em seguida, um segundo disparo foi ouvido e por infelicidade daquela família, o garoto foi atingido na cabeça.
W.L.S. foi socorrido e levado ao HGPHospital Geral de Parauapebas, onde foi atendido e internado em estado grave, o projétil estava alojado na cabeça e o mesmo havia perdido muito sangue e massa encefálica.
A equipe da Polícia Civil, comandada pelo delegado José Aquino agiu rápido e conseguiu prender Genialdo em casa.
O trabalho de inteligência da Polícia Civil contou com os investigadores Abraão, Fátima, Renan e o papiloscopista Robson. Vale ressaltar que o Guarda Municipal nāo estava em serviço na hora do ocorrido. Genialdo encontra-se preso na 20ª Seccional da Polícia Civil de Parauapebas a disposiçāo da Justiça.
Na manhã deste domingo, foi confirmada a morte do adolescente.
Assim que o corpo for liberado pelo IML – Instituto Médico Legal, o velório acontecerá na rua Nova República, 50, entre as ruas P e Q, no bairro União.

Comentários do Facebook