Um homem, que não teve a identidade revelada, foi autuado em flagrante por abusar sexualmente da própria enteada, uma menina de 13 anos. A vítima gravou a cena e denunciou o criminoso, que praticava os abusos há mais de um ano. O crime ocorreu em Goiânia.
Em depoimento à polícia, a adolescente afirmou que decidiu filmar a ação para pôr um fim às agressões sofridas pelo padrasto.
No vídeo feito pela menina, o agressor aparece pedindo um beijo para a adolescente, que se recusa, mas é obrigada a dar um “selinho” no padrasto. Ele ainda tenta tocar os seios da adolescente, que cruza os braços para proteger a região do corpo. Após tocar na jovem, o homem sai do quarto.
A adolescente ainda contou que em outras situações ele pediu para que ela tirasse a roupa para poder tocar em seu corpo, mas nunca houve relação sexual. A mãe da menina disse que nunca percebeu nenhum comportamento anormal da filha ou do marido.
Para colocar um ponto final nos abusos, a adolescente gravou o vídeo e enviou para uma tia, que chamou a polícia. De acordo com a delegada que investiga o caso, o criminoso ficou em silêncio durante o depoimento. Ele está preso desde a última segunda-feira (30) e aguarda audiência de custódia.
Fonte: DOL com informações do Metrópoles