Foto: reprodução

A Polícia Civil deflagrou na manhã de terça-feira (27) a Operação Pharmaco, com o objetivo de desarticular e prender integrantes de uma organização criminosa com atuação nos Estados do Pará, Maranhão, Tocantins e Minas Gerais, cujos membros atuam no planejamento e execução de atividades relacionadas a roubo de carga, em especial do tipo “Sedex”, assim como roubou de veículos. No total, foram cumpridos oito mandados de prisão preventiva.
A ação foi desencadeada pela Polícia Civil de Dom Eliseu, sudeste do Pará, com apoio das equipes de Ulianópolis, Superintendência Regional e Seccional de Paragominas, Ipixuna, Mãe do Rio, Aurora do Pará, além da Polícia Civil do Maranhão.
Segundo a Polícia Civil, foram realizadas diligências no sentido de localizar e prender os integrantes, que foram identificados como Brunno Luiz Oliveira Sousa, que já estava preso no Centro de Recuperação Regional de Paragominas (CRRP) e Sátiro Ferreira Lima Neto, cujo mandado foi cumprido no Presídio de Santa Izabel. Dois mandados foram cumpridos em um presídio de São Luís do Maranhão, onde Alonso Rodrigues da Silva e Jonas da Silva Sousa foram autuados. Quatro mandados foram cumpridos em Dom Eliseu, sendo os alvos: Jackson Silva Diniz, Eliezer Soares do Amaral Junior, Renato Ferreira Barrozo e Jucelino Bonfim de Souza.
A operação tem a finalidade de enfrentar os crime de roubos de cargas interestadual, ocorridos no trecho entre Paragominas e Açailândia, no Maranhão, especificamente dos membros identificados na cidade de Dom Eliseu.
A Operação Pharmaco foi batizada em alusão à investigação de receptação de uma carga de remédios furtada em Uberlândia, Minas Gerais, avaliada em mais de 363 mil reais. Após diligências investigativas, a equipe coletou elementos informativos de que a carga estaria sendo comercializada pelos integrantes desta Organização Criminosa, nas cidades do Pará e do Maranhão. A partir de então, a Polícia Civil de Dom Eliseu deu início a investigação que culminou nas prisões.
O Liberal

Comentários do Facebook