O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão e empresário Roberto de Assis Moreira, podem deixar a prisão nesta segunda-feira (24), no Paraguai. Os dois estão há cinco meses detidos em Assunção.
De acordo com a Isto É, a audiência para decidir o futuro dos brasileiros acontece nesta segunda (24) e o juiz deve analisar a possibilidade deles retornarem ao Brasil.
Atualmente, os brasileiros estão cumprindo prisão domiciliar. Os dois são suspeitos de usarem passaportes falsos para entrar no Paraguai.
Fonte: IstoÉ