A tragédia que ocorreu na manhã desta sexta-feira (25), em Brumadinho (MG), onde uma barreira da Vale rompeu, inundando a região, pode ser uma das maiores da história do país, pois há informações de que mais de 200 pessoas estão desaparecidas.
Equipes do Corpo de Bombeiros já estão sobrevoando o local e procuram por vítimas, uma vez que as buscas terrestres no local não podem ser feitas, por medidas de segurança.
Imagens mostram que um mar de lama invadiram residências e também há indícios de que um prédio administrativo e um refeitório também teriam sido invadidos pelos dejetos.
Até agora, quatro pessoas ficara feridas e que foram resgatadas após o rompimento da barragem, que ocorre em Minas três anos após a tragédia na cidade de Mariana.
Por nota, a Vale afirmou que “as primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco” e que “acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens”. A empresa ainda ressalta que a “prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade” e que “a companhia vai continuar fornecendo informações assim que confirmadas”.
Com informações do UOL