Os aeroportos João Corrêa da Rocha (Marabá) e Carajás (Parauapebas) deverão ter os serviços terceirizados para empresas privadas por um determinado período, junto com mais 15 outros aeroportos do país. O Ministério da Infraestrutura lançou na quinta-feira (8) o edital de chamamento público para apresentação dos projetos, levantamentos, investigações e estudos técnicos que subsidiem a modelagem da concessão destes aeroportos.
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, fez o anúncio público por uma rede social na manhã de quinta e comemorou o lançamento do edital. “Boa notícia. Lançado hoje no Diário Oficial 1º passo p/ concessão de +17 aeroportos pela 7ª rodada de leilões do setor em 2022. Incluindo Santos Dumont/RJ e Congonhas/SP. Antes, no 1º trimestre de 2021, outros 22 aeroportos serão leiloados. Blocos com Curitiba, Goiânia e Manaus”, postou.
Segundo o edital, os estudos técnicos deverão conter relatórios de estudos de mercado, de engenharia, estudos ambientais e avaliação econômico-financeira. Além do aeroporto de Marabá e Parauapebas, há mais três no Pará que entraram na lista: Aeroporto Internacional de Belém – Val de Cans, Aeroporto Interestadual de Altamira e Aeroporto Maestro Wilson Fonseca, de Santarém.
Zeus Bandeira – Correio de Carajás