Foto: Cadu Gomes/Fotos Públicas

O senador Jader Barbalho (MDB-PA) esteve ontem em Brasília empenhado em mostrar às lideranças dos vários partidos políticos representados na Câmara dos Deputados a importância da aprovação da Medida Provisória 845-2018, que cria o Fundo Nacional do Desenvolvimento Ferroviário (FNDF). A MP foi colocada na pauta de votação do plenário, mas acabou sendo adiada para a sessão desta quarta-feira.
A MP prevê que os recursos provenientes do Fundo serão usados para viabilizar as obras de estradas de ferro do país. A prioridade será o investimento na ligação do Complexo Portuário de Vila do Conde, em Barcarena, Nordeste do Pará, ao trecho da ferrovia Norte-Sul, na altura de Açailândia, no Maranhão.
Além de mobilizar lideranças e deputados de todas as bancadas, o senador também conversou com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), que acabara de chegar de uma viagem do exterior. “O presidente foi muito solícito a nossa reivindicação por entender que, além de promover a interligação entre o Norte e o Sul do país, este trecho da ferrovia vai viabilizar e facilitar o acesso ao Pacífico, já que Barcarena é o porto mais próximo do Canal do Panamá”, afirmou Jader Barbalho.
O Plenário deve retomar hoje a votação da MP 845. Em seguida, o texto deverá ser votado pelo Senado. “Nosso país necessita de um olhar rumo ao desenvolvimento. A formação de um fundo para financiar novos trechos ferroviários vai permitir a ampliação da malha brasileira e promover a mudança necessária que nosso país necessita”, ressaltou.
Reportagem: Luiza Mello/De Brasília

Comentários do Facebook