Nayane está internada em Belém – Foto: Divulgação

A araguainense Nanashara Nayane dos Anjos Rocha, de 31 anos, foi internada às pressas no Estado do Pará após sofrer graves consequências de um procedimento estético realizado no bumbum.
Nayane relatou a equipe de reportagem que realizou o procedimento com uma personal trainer, conhecida como Michely Moura, há cerca de dois anos em Curionópolis (PA) e passou a sentir desconforto há um ano.
O produto a ser injetado seria um coquetel de anabolizantes, mas a estudante descobriu recentemente que foi usado, na verdade, óleo vegetal.
Na parte do corpo que recebeu a aplicação do produto apareceu uma grande ferida e está necrosado (estado de morte de um tecido).
Assim que deixar o hospital, Nayane disse que vai denunciar o caso à polícia. A personal trainer mora em Marabá (PA).
Na época do procedimento, conforme o relato, a profissional disse que o produto era um coquetel de anabolizantes e que não teria nenhum efeito ou consequências negativas.
Depois de um ano comecei a sentir febre, o bumbum avermelhou, ficou com a coloração preta. Até que nasceu um caroço e começou a descer secreção, meu bumbum ficou necrosado“, relatou.
Nayane procurou ajuda médica em Parauapebas (PA) e tomou antibiótico para diminuir a infecção, contudo, teve que parar o tratamento após descobrir que estava grávida. Na época, ela também cursava engenharia ambiental e precisou trancar o curso.
Tive que parar de tomar o antibiótico para ver se o organismo expulsava e, neste período, descobri que estava grávida e não pude continuar o tratamento“, relatou.
Atualmente, ela está internada no Hospital Maternidade Santa Casa, em Belém, há 15 dias, para tratamento de uma bactéria no bumbum e recebendo cuidados por causa da gravidez.
A araguainense aguardava que um cirurgião cuidasse do caso em Belém, mas, segundo ela, um médico se recusou a fazer qualquer procedimento sob a alegação de que trata-se de uma ‘bomba‘. Por issso, ela aguarda a transferência para um hospital de Belo Horizonte (MG).
Angustiada com o problema, Nayane contou sua história nas redes sociais e descobriu outra vítima. Uma jovem relatou que teve sequelas ao fazer o procedimento com a mesma personal, mas teve medo de denunciar na época.
“Tem muitas mulheres na mesma situação que eu estou. Ela [personal] está distribuindo para uma pessoa em Curionópolis que fala a mesma coisa que ela. Peço, até pelo amor de Deus, não usem isso! Alguém tem que parar essa mulher”, afirmou.
Reportagem: AF Notícias