A Câmara Municipal de Parauapebas realizou na última terça-feira (24) uma sessão solene para homenagear duas personalidades do município. O primeiro foi o servidor público Deibson Santos, que recebeu o título de “Cidadão Honorário” proposto pelo então vereador Rafael Ribeiro (MDB). O segundo homenageado foi o judoca Thiego Marques, que recebeu a comenda de mérito esportivo “Islander Sousa“, proposta por Zacarias Marques (sem partido).
A solenidade contou com a apresentação da Banda da Guarda Municipal, que executou os hinos nacional e municipal, para a plateia que lotou o plenário central da Casa de Leis.Deibson Santos
O homenageado mora em Parauapebas há 25 anos, foi professor do Cecap, hoje Projeto Pipa, e atuou como conselheiro tutelar por dois mandatos. Também trabalhou para que dependentes químicos tivessem acesso ao tratamento adequado e esteve por 10 anos na equipe da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), ajudando a ampliar a rede de proteção às vítimas de violência. Atualmente, exerce a função de coordenador do Setor de Inteligência da Guarda Municipal.
Rafael Ribeiro participou e discursou na sessão solene. Na tribuna, ao entregar a placa para Deibson, o ex-vereador informou que o conhece desde a infância, quando o mesmo ainda era conselheiro tutelar. Desde então, vem acompanhando o trabalho na área social que Deibson tem realizado na cidade.
É um cara que tem minha admiração. É com muita alegria que lhe entrego hoje este título de ‘Cidadão Honorário’, por merecimento, por toda sua contribuição com a sociedade de Parauapebas. Seja no Cecap, no Conselho Tutelar, na Delegacia da Mulher ou na Guarda, você sempre esteve contribuindo para construir uma cidade melhor para todos”, enfatizou Rafael Ribeiro.
Deibson, que luta contra um câncer há dois anos, agradeceu a Deus pela vida e a todos que têm lhe apoiado. “Muito Obrigado! Que Deus abençoe a cada um de vocês. Obrigado, Rafael, minha família e à Guarda Municipal, que é minha segunda família”.Thiego Marques
O judoca tem 20 anos de idade e nasceu em Parauapebas. Por ser albino, foi diagnosticado com retinose pigmentar, uma patologia que o deixa com baixa visão, mas não impediu o jovem atleta de começar a praticar judô em 2010. Atualmente, o esportista mora em São Paulo, onde treina e estuda devido aos compromissos com a Seleção Brasileira de Judô Paraolímpico.
Thiego já conquistou vários títulos para o país, entre eles de vice-campeão do mundial de jovens nos Estados Unidos; pentacampeão brasileiro; prata na Copa Pan-americana e ouro no Pan-Americano de jovens, em 2017, e no Canadá, em 2018; e bronze nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, em 2019. A posição do atleta no ranking em sua categoria, ligeiro 60 kg, é a primeira nas Américas e a 14ª no mundial.Durante discurso, Zacarias Marques, que também é o autor do projeto que criou a Comenda do Mérito Esportivo “Islander Sousa“, ressaltou que a honraria é uma maneira de reconhecer a história das pessoas que tanto fizeram pelo desenvolvimento do esporte na cidade.
Thiego, nós sabemos de toda a luta da sua família e dos profissionais que se dedicaram por essa causa, e hoje você leva o nome de Parauapebas não só para o Brasil, mas para o mundo. E isso é motivo de orgulho. Carregar no peito uma medalha, não importa qual a colocação, é a representatividade de um trabalho, e a gente tem que te parabenizar. Essa comenda é o reconhecimento desta Casa”, destacou o vereador.Thiego, que recebeu a comenda acompanhado da mãe Claúdia Marques e do técnico Sérgio Soares, agradeceu emocionado. “Me sinto honrado com esta homenagem. Quero dedicá-la a Deus e à minha mãe, que está sempre junto comigo, em todas as lutas. Quero agradecer também ao meu técnico, pois se hoje faço parte da seleção é graças a ele, que me levou até lá e ano que vem vai comigo para Tóquio participar dos Jogos Paralímpicos. Quero agradecer à Casa pelo apoio ao esporte, à prefeitura, à secretaria de Esporte e à minha associação, a Aepa {Associação Esportiva e Paradesportiva do Sul e Sudeste do Pará}”, finalizou.
Texto: Nayara Cristina / Revisão: Waldyr Silva / Fotos: Déo Martins / Infopebas

Comentários do Facebook