Gabrielli Mendes da Silva, 19, morreu e José Felipe de Lima Verneck, 29, ficou ferido ao serem baleados por uma guarda municipal durante uma festa clandestina ocorrida em Rio Claro, São Paulo, na madrugada desse domingo (2).
Em depoimento à polícia, o guarda contou que estava averiguando uma denúncia de festa com aglomeração no local e em dado momento, quando ele tentava colocar bala de borracha na arma a mesma teria disparado acidentalmente e atingido as vítimas.
Elas foram levadas à pressas para o hospital, mas Gabrielli acabou morrendo na unidade. José Felipe segue internado, mas o estado de saúde dele não foi divulgado.
O guarda foi afastado de suas funções e foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar mas terá que esclarecer porque foi necessário usar bala, mesmo que de borracha, durante a ação.Um processo administrativo será aberto pela Secretaria de Segurança e a polícia segue investigando o caso.
Testemunhas que estavam na festa e viram como tudo aconteceu estão sendo chamadas para prestar depoimento.
Diário Online com informações de CNN Brasil