Um homem foi preso na madrugada desta segunda-feira (22), após ser acusado de colocar veneno para matar baratas na máscara de sua ex-mulher, em Presidente Prudente, interior de São Paulo.
A vítima acionou a Polícia Militar após ter a casa invadida pelo suspeito. O criminoso a ameaçou e agrediu, além de ter danificado o imóvel. Ela tinha medida protetiva judicial contra o homem em razão de agressões e ameaças anteriores.
A mulher mostrou aos agentes as máscaras embebidas com inseticida. Pela manhã ela usaria a máscara, mas a vítima percebeu antes, segundo o relato.
O homem foi encontrado e detido. Ao ser abordado pelos policiais, ele negou a acusação e disse estar com coronavírus. Ele foi levado a um hospital e fez exames, que não apontaram a presença do vírus. Logo depois ele foi levado a delegacia e á prisão.
Fonte: Diário Online com informações de UOL